Primeiros programas e atividades de 2005

Janeiro e Fevereiro

Nesses primeiros meses do ano depois de visitar e conhecer algumas famílias mais carentes realizamos a primeira reunião de mães para apresentar a proposta do PACE – PROGRAMA DE APADRINHAMENTO DO CENPRHE, cujo objetivo principal é dar suporte ao estudo das crianças. Compareceram 13 mães das 25 crianças escolhidas para este primeiro grupo, e todas ficaram muito felizes com a proposta. Em seguida, reunimos as crianças para entregar o material escolar que adquirimos com a ajuda dos padrinhos,  o sorriso no rosto e o brilho do olhar marcaram o início de muitas mudanças e conquistas. 

Dias depois realizamos  um encontro de formação para quinze  jovens que se dispuseram ao acompanhamento das crianças nas aulas de reforço e recreação como monitores, e também reunimos as pessoas da comunidade que estariam a frente da evangelização na catequese para organização e planejamento.

Março

No dia 5, depois de grande expectativa aconteceu a chegada da Ir. Maristela Arbués  para a  Missão da Vila São João, pois Deus ouviu o clamor do seu povo e a enviou para auxiliar Ir. Maria Tereza a enfrentar os grandes desafios dessa realidade.

 

No dia seguinte as catequistas Maria Diair, Maria Aparecida, Marli e Marlene iniciaram os encontros de  catequese na capelinha com quatro grupos, no total de vinte e seis crianças.

Nos dias 7 e 8 fizemos a mudança e instalação da sede provisória do CENPRHE numa casa alugada ao final da Rua Z1 e Rua G, e aí permanecemos por oito meses reunindo e acompanhando as crianças do PACE.

No dia 20 com a celebração e procissão de Ramos presidida pelo Padre Aloir Pacini iniciamos a semana santa na comunidade, na quinta-feira  revivemos o lava pés e a última Ceia com grande participação de crianças e jovens, aprofundando o sentido do perdão e da partilha do pão, e na sexta-feira  assistimos um vídeo sobre a vida de Jesus e depois mesmo no meio de muito barulho de música, brigas e bebedeiras rezamos com os jovens a via sacra  nas ruas do bairro. No sábado para celebrar a páscoa  reunimos as crianças para uma tarde de animação e distribuímos  doces e chocolate oferecidos  por casais da Pastoral da Família, e no domingo a comunidade se reuniu para celebrar com muita fé e vibração a liturgia da páscoa da ressurreição.

Abril

No dia 2  iniciamos as atividades recreativas do CENPRHE no espaço esportivo cedido pela empresa de Refrigerantes Marajá. Participam crianças de 6 a 13  anos,  no total de 110 inscritos, no  horário das 15:00 às 17:00 todos os sábados, e o lanche é sempre oferecido por amigos e parceiros do CENPRHE.

No dia 19 reunimos as mães para apresentar a organização das atividades de reforço escolar, e no dia seguinte foi a vez das crianças do PACE que no dia 25 iniciaram as atividades propostas. As monitoras Oneide, Delmira e Ketty passaram a acompanhar 28 crianças em atividades pedagógicas e recreativas, e na sexta feira iniciamos também aulas de capoeira ministradas por um aluno da Associação mato-grossense de capoeira “Zumbi dos Palmares”.

Maio

Neste mês iniciamos o atendimento odontológico mensal  feito pela Dra. Karin Bruehmuller a um grupo de crianças, além do tratamento as crianças participam de palestras e treino de escovação como uma forma de prevenção às cáries e saúde.

No dia 7 realizamos no refeitório da empresa Marajá uma singela homenagem às mães feita pelas crianças do bairro e em seguida foi servido um delicioso lanche, houve grande participação das famílias.

Nos dias 14 e 15 com a ajuda de voluntárias organizamos as inúmeras doações que recebemos  e fizemos um bazar com a finalidade de auxiliar na manutenção das despesas e também trazer até as famílias diversos materiais a preço bem acessível.

Junho

No dia 4 fizemos uma reunião com  a Equipe de monitores para avaliação e programação das atividades e tivemos oportunidade de orientá-los em suas dificuldades e discutir como melhorar o nosso trabalho e atendimento.

 

 

De 21 a 23 a comunidade se reuniu na capelinha para celebrar o tríduo de orações em preparação a festa de São João Batista nosso padroeiro e no dia 24 tivemos a missa festiva celebrada pelo Padre Nilvo.

No dia 25 fizemos a primeira festa junina com a participação das crianças, dos monitores e das famílias, as quadrilhas foram marcadas com muita animação pelo jovem Ricardo   Mota e demais monitores, houve distribuição de lanche e muita pipoca, e também foi feita uma grande fogueira no pátio da capelinha.

Julho

Nos dias 6 e 7 realizamos uma avaliação do semestre com as mães do PACE e tivemos um saldo positivo na execução das propostas e no acompanhamento das crianças, e partimos disso para trabalhar melhor as dificuldades encontradas.
 
 
 
No dia 16 também avaliamos com os jovens as atividades recreativas do sábado, e a partir disso elaboramos novas propostas a serem trabalhadas a partir de agosto: diversificar os jogos, separar os grupos por idade, fazer grupos de vivência com os pré adolescentes para trabalhar as relações intra e interpessoais e integrar mais o grupo dos monitores, entre outras. 
 
Neste período, no intuito de melhorar a saúde das crianças e suas famílias, acolhemos a proposta de iniciar  com a terapeuta Marlene Mutzemberg um Programa de biosaúde para tratamento com florais e compostos homeopáticos. As consultas são feitas uma vez por mês durante todo o dia, e as mães são orientadas no uso das terapias alternativas.
 
 
Em meados desse mês recebemos com muita alegria alguns equipamentos importantes para o nosso trabalho. Numa parceria do Colégio Salesiano São Gonçalo, Coca cola e Recimat foi feito uma coleta de materiais recicláveis e com os recursos foram adquiridos uma TV e um DVD para o CENPRHE.
 
 
Encerramos o mês com a distribuição de cobertores ás famílias mais carentes do bairro e contamos com a presença e o apoio do Lions Club de Várzea Grande.
 

Agosto e Setembro

O mês de agosto foi marcado por várias reuniões formativas com mães, monitores e catequistas e com o reinício das atividades depois das férias escolares, e a novidade foi a iniciação musical no violão para um grupo de adolescentes com a ajuda voluntária do jovem Danilo Nicolletti  e o acompanhamento de Ir. Maristela.
 
 
 
 
 
 
No mês seguinte aproveitamos a visita da madrinha Carmem Lúcia Arbués , orientadora pedagógica do SESC de Rondonópolis para fazer uma manhã de treinamento com as voluntárias que acompanham as crianças, e recebemos dela diversos materiais próprios para a alfabetização. E assim pouco a pouco vamos enriquecendo o nosso projeto, doações daqui e dali, mais orientações e novos métodos, tudo em função de aprimorar o trabalho e superar os desafios.
 
Dentre tantas pessoas que se unem a nós nessa corrente de solidariedade destacamos a presença de casais da Pastoral da Família e também dos grupo de jovens dos seus filhos que tem muito carinho pelas crianças e gostam de participar das tardes de recreação na Marajá, bem como o pessoal do Lions e do Léo Club de Várzea Grande. 

Outubro

Neste mês dedicado às crianças além das atividades e reuniões programadas, tivemos diversos momentos festivos, no dia 8 houve na Marajá uma homenagem com recreação e apresentações  preparados pelos Filhos da Pastoral da Família. No dia 12 , a família de D. Neuzes F. Marcoski (Niza) veio cumprir seus votos a N. Sra. Aparecida oferecendo um delicioso e farto lanche, doces, picolés e até brinquedos a um grande número de crianças do bairro, e fizemos juntos uma prece pelas famílias e por todas as crianças do mundo. 
 
A Pastoral da Família neste mês, também nos convidou para comemorar o dia da Criança no salão da  Comunidade da Igreja Nossa Sra. Aparecida no bairro vizinho Cohab Canellas, houve apresentações e brincadeiras animadas pelos jovens e um  bolo gigante e delicioso.
 
 
Ainda comemorando o mês da criança, participamos juntamente com todas as crianças do Projeto Cáritas de um dia de lazer no Iate Clube de Várzea Grande. Haviam quase mil crianças reunidas, muito lanche, refresco, pipoca e doces à vontade, e a maior diversão foi nas piscinas, é claro. Nossa equipe de jovens voluntários se fez presente e ajudou a dar assistência às nossas crianças. 
 
 
         
 
Nesse período, além das visitas ás famílias com a finalidade de conhecer e acompanhá-las melhor, nos detivemos também a procurar um terreno no bairro para a construção da sede do CENPRHE, pois o local que atendemos não comporta mais a demanda de crianças.

Novembro e Dezembro

Em novembro a prioridade foi o investimento na melhoria da higiene e saúde das famílias através de palestras e orientações nas reuniões, nas consultas, na escovação e também da doação de vermífugos, kits de higiene, roupas e calçados, e até dia de faxina em algumas casas de famílias mais numerosas. Esse “arrastão da higiene” deu resultados na melhoria da limpeza em geral, e então passamos a exigir mais compromisso das crianças e das família.
 
No dia 5 de Dezembro , depois de um período de intensa preparação na catequese, aconteceu a celebração eucarística com batizados de um grupo de seis catequisandas  e outras crianças menores com grande participação da comunidade e em seguida servimos um delicioso lanche aos presentes.
 
 
No decorrer do mês num total de 40 crianças receberam roupas e calçados em comemoração ao Natal e também 73 famílias foram beneficiadas com a doação de sacolões de alimentos numa parceria com a Secretaria de Emprego e Trabalho do Estado de Mato Grosso, Lions e Rotary Club e a empresa Viveiros Centro Oeste.
 
No dia 17, aconteceu a festa de Natal com um almoço oferecido pela Pastoral da Família a 150 crianças e 50 mães no refeitório da Marajá. As crianças fizeram várias apresentações de teatro, cantos e danças e ao final receberam brinquedos de presente o que completou esse dia de alegria para todos.
 
 
E no dia 19 encerramos as atividades do ano com uma fervorosa celebração de ação de graças presidida pelo Pe. Aloir Pacini antecipando o Natal e a presença do Emanuel entre nós, e também comemoramos o aniversário de nossa querida Ir. Maria Tereza rogando de Deus as mais escolhidas bênçãos para ela.
 

Post Author: Resultados Chave